Folclore Brasileiro » A Mula-sem-Cabeça

Christiane Angelotti

Dizem que é uma mulher que namorou um padre e foi amaldiçoada. Daí por diante, toda madrugada de quinta para sexta-feira ela se transforma em Mula-sem-cabeça.
Ela percorre sete povoados e quem ela encontrar pelo caminho ela ataca, come seus olhos, unhas e dedos.
Quem já a viu costuma dizer que apesar do nome ela tem cabeça sim, mas como lança fogo pelo nariz e pela boca, sua cabeça fica toda coberta por fumaça.
Nas noites em que ela aparece é possível se escutar seus relinchos e seu galope, parece um cavalo enfurecido.
Ao encontrar a mula deve-se deitar no chão, esconder unhas e dentes para não ser atacado.
Se alguém corajoso conseguir arrancar os freios da sua boca a maldição é quebrada para sempre e ela vira mulher novamente.

A reprodução do texto acima,permitida somente mediante autorização prévia da autora
E-mail: chris@angelotti.eti.br

Folclore brasileiro: A Mula-sem-Cabeça.

Veja mais lendas e personagens do folclore brasileiro.



Não encontrou? Pesquise abaixo mais conteúdo infantil: