Andréa F. Fischer

Muitas escolas possuem lanchonetes que preparam refeições sedutoras, porém cheias de gordura e/ou calorias.
A obesidade infantil é um dos fenômenos mundiais que mais cresce a cada ano. Em alguns países, como, por exemplo, nos Estados Unidos, os governos vêm adotando medidas para combater esse problema. A preocupação de muitos pais é que seus filhos se tornem crianças obesas ou que os excessos de hoje contribuam para o aparecimento de problemas de saúde no futuro. Um dos cuidados que os pais devem ter quando o assunto é alimentação saudável é o lanche na escola. .

Fuja dos lanches prontos.

Os alimentos industrializados - biscoitos, salgadinhos, refrigerantes, chocolates, entre outros - podem trazer alguns problemas. Embalagens mal lavadas podem causar doenças e a ingestão em excesso desses alimentos, que geralmente carregam uma boa quantidade de conservantes e elementos químicos, também pode ser prejudicial à saúde. Isso não impede que de vez em quando as crianças consumam esses alimentos. O problema aparece quando comer esses alimentos se torna um hábito. Além de conter muitas calorias, a maioria dos industrializados não sacia a fome, fazendo com que a criança queira comer além do que necessita. .

A escolha pode ser uma armadilha

Com uma certa idade, a criança já sabe o que quer comer e começa a fazer suas escolhas. Muitas escolas possuem lanchonetes que preparam refeições sedutoras, porém cheias de gordura e/ou calorias. Muitos lanches oferecidos, como sanduíches, têm maionese e são acompanhados de batatas fritas, o que, às vezes, torna essa refeição até mais calórica que o próprio almoço da criança.
A melhor maneira de combater a grande vilã do recreio, a gordura, é ensinar a criança o valor nutritivo dos alimentos e estimular o consumo de frutas, sucos naturais, leite, iogurte, pães simples e integrais e outras alternativas para fugir dos excessos. Explique como os alimentos devem ser ingeridos e a importância de uma boa alimentação para o seu crescimento e rendimento na escola.
Lembre-se sempre que uma criança que não tem bons hábitos alimentares em casa dificilmente seguirá os seus conselhos na escola. As crianças tendem a ser um reflexo dos pais e dos colegas de aula. Estimule a ingestão de produtos mais naturais e sem aditivos em casa para que na escola ela consiga resistir à tentação dos doces e produtos industrializados.
Veja se a cantina da escola oferece a opção de alimentos mais naturais. O lanche servido deve ser nutritivo, o mais natural possível e estar dentro das condições básicas de segurança alimentar. As frutas devem sempre estar bem lavadas, os iogurtes e o leite dentro dos prazos de validade, os sucos de frutas devem ser naturais (preferencialmente sem açúcar).

Fonte: Portal Unimed www.unimed.com.br

É proibida a reprodução do artigo sem autorização prévia do Portal Unimed



Não encontrou? Pesquise abaixo mais conteúdo infantil: