Katia Ignacio Menegueti

Muitas vezes ficamos roucos sem motivo aparente e com início repentino. O que fazer? Quem procurar? Devemos seguir as receitinhas caseiras de mães, avós ?Ou devemos esperar que logo passa?
A rouquidão muitas vezes é o primeiro sintoma que percebemos de que nossa voz não está bem. Ela geralmente é o indicativo de que estamos cometendo abusos ou mau uso vocal.
O primeiro passo é tentar fazer uma retrospectiva do tempo em que esta rouquidão se apresenta, qual a duração desta rouquidão e se apresentamos também períodos de afonia(perda total da voz).
O mais indicado é sempre procurarmos um profissional especialista em problemas vocais ( no caso otorrinolaringologista ou fonoaudiólogo).O otorrinolaringologista vai analisar a voz do ponto de vista orgânico, ou seja, examinará a laringe e poderá solicitar exames que analisem as Pregas Vocais.
O fonoaudiólogo irá fazer uma avaliação funcional da voz, ou seja, observará e fará testes específicos para analisar se as Pregas Vocais estão executando adequadamente a função vocal.
Existem alguns profissionais que estão mais sujeitos à problemas vocais do que outros, pois usam a voz profissionalmente como por exemplo, os cantores ,locutores, professores, palestrantes, entre outros.
Existem também alguns cuidados básicos que podem ser seguidos por todas as pessoas para preservação da qualidade vocal. Os principais são:
*beber bastante água: a água hidrata o nosso corpo como um todo e também hidrata a região das Pregas Vocais , o que faz com que tenhamos um melhor rendimento vocal.
*evitar o excesso de doces, café , leite e alimentos muito gordurosos: o uso excessivo destes alimentos engrossam a nossa saliva, o que dificulta a movimentação das Pregas Vocais.
* fazer repouso vocal: o que não significa ficar sem falar, mas evitar os exageros , principalmente em períodos seguidos a um grande esforço vocal, como por exemplo, depois do trabalho.
* evitar receitas caseiras como gargarejos, pastilhas, uso de sprays sem receita médica: todas essas medidas mascaram a qualidade vocal e dão a sensação de melhora (temporária) o que pode levar a um abuso vocal. O médico é o único profissional capaz de emitir receitas.
*evitar competição sonora: sempre que possível evitar conversar em ambientes barulhentos como ambientes com som muito alto, ambientes com muitas pessoas gritando, pois estes lugares nos levam à um aumento do volume da voz para sermos ouvidos , o que nos leva também a um abuso vocal.
Para finalizar, sempre que houver qualquer dúvida quanto à voz procure um profissional especializado para melhor orientação. Otorrinolaringologista ou Fonoaudiólogo.

Katia Ignacio Menegueti
Fonoaudióloga Clínica, aperfeiçoamento em terapia fonoaudiológica pela Santa Casa - SP.
Endereço para atendimento: Rua Rodrigues Velho 2A,Tatuapé,São Paulo , SP.
Tel: (11)22960370/ (11)22930723



Não encontrou? Pesquise abaixo mais conteúdo infantil: