Dicas » Dicas de Livros para Pais e Educadores

-OS DIREITOS DOS PAIS
Autor:Tania Zagury
Editora:Record
Vivemos hoje uma situação-limite: violência crescente, glamorização e abuso do uso de drogas, aumento de casos de suicídio e depressão entre jovens, desemprego,estímulo ao consumo desenfreado e ao imediatismo, crise ética. As vítimas preferenciais desse processo impiedoso e destrutivo são nossos adolescentes – a mídia o atesta. Os fatos que vimos assistindo apavoram adultos,enquanto que nos jovens geram perigoso fatalismo.
Com que armas nós, pais e professores, podemos enfrentar/evitar que isso ocorra? A única saída é formar em nossos filhos valores tão firmemente internalizados, que se tornem parte deles mesmos. Para isso, segundo Tania, é preciso que tenhamos reassegurados os direitos dos pais.
Lendo “Os Direitos dos Pais” pais e educadores sentir-se-ão fortes. Fortes para fazer de seus filhos cidadãos íntegro, mesmo em tempos de crise".

-Coletânea TEMPO DE BRINCAR & APRENDER vol.1
Produzido por Alessandra Persic (educadora e pesquisadora)
Com mais de 1.200 itens educativos sobre cantigas, parlendas, adivinhas, travalínguas e brincadeiras, acompanhando estudo com orientações pedagógicas para as diferentes faixas-etárias.
Informações:
E-mail: vendas_eraumavez@itelefonica.com.br

- Quem Ama, Educa
Autor: Içami Tiba
Editora: Gente
O livro é excelente para pais e educadores em geral. O autor escreve com maestria e aborda vários tópicos da educação infantil.

-Caminhos para a formação do leitor
Autora:Renata Junqueira de Souza
Editora: DCL
Este livro reúne oito ensaios que têm como ponto de partida o leitor e como percurso várias reflexões sobre a importância da leitura e da literatira na escola e na vida.
Abordagen diferente que têm como foco principal a mesma questão: Quais são os caminhos para a formação do leitor?
Indicação: Educadores, pais e professores

-Viva e Deixe Viver - Histórias de quem conta histórias
Autora: Maria Helena Gouveia
Editora: Globo
" Como tudo começou, como continuou, como se trabalha, como se preparam os contadores. Um livro que nos prende e nos leva a pensar: " e eu, o que estou fazendo? ". Neste livro você conhecerá um pouco mais da Associação Viva e Deixe Viver, o desenvolvimento e a capacitação de voluntários na área da saúde, promovendo entretenimento e estimulo à leitura.

-Atividades Lúdicas na Educação da Criança
Autor: R.C.HAYDT e LEONOR RIZZI
Editora:Ática
Após uma introdução sobre a importância do jogo na educação infantil, o livro traz uma série de atividades que podem ser desenvolvidas com crianças da pré-escola e das séries iniciais do ensino fundamental.

-Atividades na Pré-Escola
Autores:IDALINA LADEIRA FERREIRA e SARAH P.SOUZA CALDAS
Editora:Saraiva
O livro traz sugestões de atividades práticas voltadas às três fases da pré-escola - de três a quatro anos, cinco anos e seis a sete anos - com o intuito de favorecer o desenvolvimento integral da criança.

-Atividades Educacionais I
Autor: NAOMI E.SINGER e MATTHEW J.MILLER
Editora: Madras
Atividades Educacionais I foi escrito com a finalidade de desenvolver e estender o aprendizado na sala de aula. É um livro voltado para pais e professores juntos assumirem uma participação ativa no processo de aprendizagem das crianças, desenvolvendo neles a autoconfiança e a auto-imagem. Compartilhem dessa descoberta!

-PAIS COMPETENTES, FILHOS BRILHANTES
Autor:Caio Feijó
o autor Caio Feijó aponta, na primeira parte, para os erros mais comuns dos pais e educadores, como por exemplo; super proteção, distorções na comunicação, a prática de punir comportamentos indesejados ao invés de recompensar comportamentos desejáveis, e a falta de afeto, entre outros.
Na segunda parte do livro, o autor oferece aos pais, opções para prevenir ou corrigir os comportamentos indesejados dos filhos, fundamentado na Psicologia do Comportamento Humano, e conclui apresentando os sete princípios fundamentais para a educação dos filhos, resultado de ampla pesquisa realizada com pais, professores e jovens estudantes do ensino fundamental e médio. Alguns deles: Informação/Comunicação, Referência Pessoal, Nível de Afeto, Atenção e Confiança,estabelecimento de Limites.

-Só brincar? O papel do brincar na educação infantil
Autor: Janet R. Moyles
Editora: Artmed
O brincar na Educação Infantil é ainda, e muitas vezes, considerado por pais e até mesmo por alguns educadores apenas um passa-tempo permitido na hora do recreio e em um ou outro momento da rotina. Esse livro de Janet R. Moyles afirma mais uma vez que é brincando que as crianças aprendem, pois é por meio da brincadeira espontânea que elas criam, interagem, imitam, jogam, experimentam... Conseqüentemente, o brincar deve estar fortemente presente na Educação Infantil. Só Brincar? aborda também o papel do professor e mostra quão fundamental é a presença de um adulto sensível, que organiza com cuidado o espaço da sala de aula e que intervém nos momentos certos, propondo atividades lúdicas de acordo com os interesses e expectativas de sua turma. O livro vai além e sugere maneiras de avaliar na Educação Infantil, de organizar a escola e o currículo no sentido de valorizar o brincar e de permitir aos pais descobrir o porquê dessa valorização. Para os profissionais que atuam em Educação Infantil, Só Brincar? é uma ótima sugestão de leitura.

-Invente jogos para brincar com seus filhos
Autor: Cheryl Gerson Tuttle
Co-autor: Penny Paquette
Editora: Edições Loyola
Tentar fazer com que seu filho largue o vídeo game para estudar matemática, é uma missão mais do que impossível? E quando você arruma um tempinho para ajudá-lo na lição de casa, vocês sempre acabam se irritando um com o outro? Pensando nessas questões, Cheryl Tuttle e Penny Paquette escreveram Invente jogos para brincar com seus filhos, um livro que traz inúmeros jogos para aperfeiçoar as habilidades de leitura, escrita e raciocínio matemático em crianças na idade pré-escolar e ensino fundamental. Cada jogo vem com uma explicação das habilidades que serão desenvolvidas, dos materiais utilizados e do tempo que será necessário para jogá-lo. Eles podem ser adaptados a sua família e são planejados para produzirem o máximo benefício no menor tempo possível. Você poderá ampliar conhecimentos científicos e matemáticos durante o café da manhã, ou exercitar formação de frases no caminho da escola! Segundo as autoras, esses jogos, além de desenvolver o pensamento criativo, elevam a auto-estima da criança que se sente muito mais integrada à família. O melhor é que, para que isso ocorra, os pais só precisam estar abertos às idéias novas e transformar cada minuto em uma deliciosa brincadeira de aprendizagem. Vale a pena tentar!

-Um jeito bom de brincar
Autor: Elias José
Ilustrador: Bia Sampaio e Sonia Magalhães
Editora: FTD
Tente falar bem rápido: “Só ganha arranhão quem agarra e gruda e agrada o gato na marra e esquece as garras prontas pra guerra”. E agora esta, gesticulando muito: “Se a mentira tem perna curta, como corre, corre tão depressa?”. Essas e muitas outras são poesias divertidas que você encontra no livro de Elias José. A graça é tentar inventar um jeito diferente de brincar com cada uma delas. Vale falar alto, sussurrar, cantarolar, representar, fazer mímica... Tanto faz, o que importa é criar “um jeito bom de brincar”

-Técnicas de Contar Histórias para Pais
Autora: Vania Dohme
Este livro, trata do valor educacional das histórias, analisando-as como uma ferramenta poderosa de dialogo e transmissão de valores. Traz o diferencial de ater-se às situações em que o adulto está com um número pequeno de crianças, onde há mais proximidade e maior facilidade de diálogo, consequentemente, em situações que este potencial da história pode ser ainda mais explorado. A autora discorre sobre as questões educacionais de forma séria, porém sem distanciar-se do principal: o encantamento. Pois, segundo suas próprias palavras, de nada vale um história com bom conteúdo se não for bem contada, não despertar a atenção dos ouvintes.
Por isto, além da parte teórica o livro apresenta nove histórias prontas para serem contadas e os recursos descritos passo-a-passo, muitas vezes, quase prontos para serem usados, bastando copiá-los e colorí-los.
http://www.editorainformal.com.br
Site da autora: http://www.vaniadohme.pro.br

-Os Contos de Fadas : Origens, História e Permanência no Mundo Moderno
Autora: Ana Lúcia Merege Esse maravilhoso livro trata da origem dos contos de fadas desde a Antigüidade às versões consagradas por Perrault e pelos Grimm e destas às recriações de autores modernos, tais histórias são repletas de significado, o que talvez explique sua permanência entre nós até os dias de hoje.
Ver mais em: http://estantemagica.blogspot.com

-Atividades na Pré-escola
Autor: Idalina Ladeira Ferreira e Sarah P. Caldas
Editora: Saraiva
Trata-se de sugestões de atividades práticas e variadas, adequadas aos diferentes níveis da educação infantil que contribui para enriquecer o trabalho diário do professor. O volume tem diversas atividades nas áreas de estimulação, expressão, conhecimento lógico, meio físico e social.

-Nos bastidores do imaginário: criação e literatura infantil e juvenil
Autora:Anna Claudia Ramos
Editora:DCL
Em Nos bastidores do imaginário: criação e Literatura Infantil e Juvenil, Anna Claudia Ramos propõe um estudo da Literatura Infantil e Juvenil sob três diferentes olhares: o de pesquisadora, o de escritora e o de leitora. Anna Claudia também faz uma leitura sobre a criança e a recriação do real sobre escritores criativos e a importância do trabalho estético na criação.
Indicação: Formação de Professores

-As Narrativas Preferidas De Um Contador De Historias
Autor:Ilan Brenman
Editora: LANDY EDITORA
Em AS NARRATIVAS PREFERIDAS DE UM CONTADOR DE HISTÓRIAS Ilan Brenman reconta, com graça e humor, sete histórias de várias procedências, como Carne de língua, A madrasta e A tapeçaria de Aracne, entre outros contos populares brasileiros e africanos, lendas asiáticas e gregas. As ilustrações de Fernando Vilela acrescentam ainda mais beleza aos textos.

-Através da vidraça da escola
formando novos leitores
Autor:Ilan Brenman
“Quando lemos em voz alta, retomamos a experiência do compartilhar; lemos para um grupo de crianças, e elas, no decorrer da leitura, podem se sentir fazendo parte de uma unidade. Quantas vezes já presenciamos grupos inteiros de ouvintes se encostando e se “protegendo” das histórias de terror que estávamos lendo? Os grupos que ouvem histórias possivelmente saem mais unidos, seus participantes mais cúmplices uns dos outros. A percepção é clara: a leitura dessas histórias realmente acalma, instaura um novo clima na sala de aula, silencia os ruídos infantis, entre outros muitos efeitos benéficos observados e invisíveis. Sabemos que as crianças amam as histórias, que poucas outras atividades de sua vida despertam tanto interesse; então, por que ainda se insiste em usá-las somente como meio de barganha? Por que não as tornamos o centro do ensino da leitura? As crianças, desde a mais tenra idade, deveriam saber que a leitura é capaz de abrir um mundo repleto de experiências e possibilidades. O desvelar dos mistérios do mundo e da própria vida interior deveria ser o objetivo principal da aprendizagem da leitura. A ânsia pela vida e a curiosidade estonteante das crianças encontram refúgio na leitura de livros de literatura.”



Não encontrou? Pesquise abaixo mais conteúdo infantil: